Conheça Camille Leblanc-Bazinet

por Mike Carlson

170715_ImagemInterna_PostCamilleLeBlanc1

Quando Camille Leblanc-Bazinet ganhou o Reebok CrossFit  Games 2014 em julho, sua vitória não foi a “desculpa” que faltava para que o público se apaixonasse por ela. Na verdade, as pessoas já estavam apaixonadas. A canadense-francesa que é adorada pelas lentes dos fotógrafos tem sido a favorita dos fãs da comunidade CrossFit desde que surgiu em cena em 2010.

Com o visual de top model e a capacidade de levantar peso de uma super-heroína da Marvel, Leblanc-Bazinet em geral suscita arroubos de admiração por parte do público, mas esse entusiasmo rapidamente se tornou um tsunami de afeto quando ela conquistou o título de “Mulher Mais Bem Condicionada do Mundo”.

Quando Leblanc-Bazinet levou o título naquela agradável noite de verão no sul da Califórnia, sua vida mudou no momento em que ela desceu do pódio. “Todos os outros anos eu me saí muito bem nos Games, mas assim que as provas acabavam, as pessoas se despediam ‘Vejo você ano que vem!’, daí você passava na barraca dos atletas, pegava suas coisas e ia para casa. Este ano eu não consegui ir a lugar nenhum. Fui atirada aos repórteres e levada de um lado para o outro. Na minha cabeça, eu pensava: É isso o que acontece quando se ganha?”

VIDA DE CAMPEÃ

Com o tempo, o alarde acalmou e Leblanc-Bazinet e o marido, atleta e coach CrossFit Level-1 Dave Lipson, conseguiram montar um plano. Apesar de exausta dos meses de preparação pesada – e das cinco provas finais que fez num esforço para terminar seu curso de engenharia química na Universidade de Sherbrooke, em Quebec, Canadá — o casal concordou que as férias vão ter que esperar.

“As folgas, para os atletas, podem ser bem curtas, ou longas, se assim o quisermos”, afirma Leblanc-Bazinet. “Nós temos que nos esforçar o máximo que pudermos e aproveitar todas as oportunidades que pudermos nesse momento. Mais tarde, podemos descansar”.

Um agente, um relações públicas, um advogado e um conselheiro financeiro surgiram da comunidade CrossFit para ajudar Leblanc-Bazinet a aproveitar sua fama recém-conquistada e permitir que ela mantenha o foco nos novos desafios — ou seja, os Jogos Olímpicos de 2016.

Ao longo dos últimos anos, o levantamento de peso Olímpico se tornou uma paixão e uma vantagem competitiva para Leblanc-Bazinet. Sempre uma das competidoras mais magras, ela treinou obsessivamente sua técnica de arremesso e de arranco de modo a se igualar às maiores atletas da modalidade.
170715_ImagemInterna_PostCamilleLeBlanc3

Em 2012 ela começou a competir como levantadora de peso para melhorar seu desenvolvimento. Então, sem mais nem menos, ela pesquisou o peso que teria que levantar para se classificar para as Olimpíadas do Rio de Janeiro — e ficou surpresa ao perceber o quanto era possível de alcançar. Duas semanas depois dos Games, ela estava entre as atletas selecionadas numa série classificatória para representar o Canadá na categoria 58-quilos nos Campeonatos Mundiais de 2015. Ele tem uma visão pragmática e ao mesmo tempo ambiciosa sobre essa nova face de sua carreira como esportista.

“A medalha de ouro não parece ser uma possibilidade. Meu verdadeiro objetivo é ganhar o CrossFit Games de 2016 e ir aos Jogos Olímpicos no mesmo ano. Seria maravilhoso”, diz ela. “No CrossFit, a meta não é ser boa numa única coisa, mas em tudo. Para alguém como eu, provar que sou boa o suficiente para ir às Olimpíadas e ainda assim ser a Mulher Mais Bem Condicionada do Mundo seria simplesmente fantástico”.

MONTANHA ACIMA

A maioria das pessoas chamaria este ano de período de realizações, já que ela ganhou o CrossFit Games e conquistou uma vaga no campeonato mundial de levantamento de peso, mas Leblanc-Bazinet tinha outro item em sua lista: uma casa para chamar de sua. Algumas semanas antes do CrossFit Games, Leblanc-Bazinet sentiu que precisava fugir da agitação de seu ginásio e da tensão do trabalho acadêmico para focar no treinamento. “Eu precisava encontrar um lugar para relaxar antes que eu extrapolasse e me machucasse”, explica.

Leblanc-Bazinet e Lipson se instalaram em Boulder, Colorado, como hóspedes de Matt e Cherie Chan, amigos antigos e coachs CrossFit Level-1 que se mudaram recentemente para a cidade. Os Chan construíram sua casa num terreno de 20 mil metros quadrados, o ginásio tinha 1.000 metros quadrados e ainda sobrava um quintal ao ar livre para treinar. Lipson compara a locação à remota cabana usada por Sylvester Stallone como seu campo de treinamento em Rocky IV. No final, foi a solidão, mais do que a altitude, que fez a diferença. “Foi ótimo estarmos num lugar alto, mas o objetivo principal foi relaxar a cabeça e ter um tempo para entender o que eu precisava fazer para ganhar os Games”, afirmou Leblanc-Bazinet.

Após terminar em 2013 na pior colocação de sua carreira, Leblanc-Bazinet fez uma análise crítica de seu treino e decidiu realizar algumas mudanças. Ela trouxe o técnico de ginástica olímpica Sean Lind e o guru da corrida de resistência Chris Hinshaw, enquanto C.J. Martin, do Invictus, permaneceu como seu programador chefe. Sob a vigilância atenta de Lipson (que é um dos melhores coahes de CrossFit), ela implementou seu plano de treino.

“Dave é a minha arma secreta. Meus coaches não sabem se estou cansada, mas Dave sabe. É nessa hora que ele dá sua opinião e diz, ‘Talvez você não deva fazer cinco séries, e sim três’. Ele está sempre me vigiando’”, ela conta.
170715_ImagemImagem_PostCamilleLeBlanc4

Uma piada que surgiu durante a fase final do treinamento era que se Leblanc-Bazinet ganhasse os Games ela e Lipson deveriam usar o dinheiro para comprar uma casa em Boulder. Ela inclusive gritava a palavra “Casa” quando terminava uma série mais pesada durante o treinamento. Alguns meses após os Games, já com o prêmio de $275,000 creditado em sua conta, Lipson e Leblanc-Bazinet fizeram uma oferta para comprar uma casa distante apenas 1.400 metros da casa da família Chan.

“Quando ganhei, enviei uma mensagem para todos eles e escrevi ‘Acho que vamos comprar uma casa!’”, conta Leblanc-Bazinet. “Matt é tão louco por treinar quanto eu, então tenho certeza de que vamos correr um para a casa do outro para treinarmos juntos”.

DESAFIO DA AUTOIMAGEM

A vida após a vitória não tem sido totalmente voltada para negócios de verdade. Leblanc-Bazinet tem atendido a centenas de pedidos de entrevistas, apareceu no Fox & Friends e até fez o primeiro arremesso do Torneio Oakland Athletics. Ela brinca dizendo que está esperando a ligação dizendo que ela foi escalda para ser a protagonista do novo filme Mulher Maravilha, apesar de parecer ser um raro caso de pessoa famosa que não alimenta ambições hollywoodianas. Ela tem, no entanto, planos para sua nova visibilidade perante o público e para o rápido crescimento dos números das mídias sociais.

“Para mim, tem a ver com mostrar para a nova geração que nós estamos tentando mudar a imagem do fitness”, ela comenta. “Quero ser uma referência bacana, não só para as garotas como para mulheres e homens que estão na mesma situação. Em primeiro lugar, o peso não quer dizer nada. Você pode ser pesada e ao mesmo tempo graciosa e bonita. Nós queremos passar os valores mais legais para as pessoas. Se esforçar e acreditar em si mesma é o tipo de coisa que te define, não sua aparência”.

170715_ImagemInterna_PostCamilleLeBlanc2

Leblanc-Bazinet está na vanguarda de uma nova percepção dos corpos femininos. Ela praticamente se tornou a garota do pôster da eternamente repetida frase: “A sarada é a nova magra”. Ainda assim, não seria ingênuo para alguém que foi abençoada com esse rosto dizer às pessoas que beleza não é assim tão importante? Nem um pouco, diz Leblanc-Bazinet, que alega não ter escapado das venenosas e anônimas críticas online.

“Para ser franca, quando comecei a praticar CrossFit, as pessoas diziam ‘Camille é bonita, mas é magra, blá, blá, blá’. À medida que minha carreira no CrossFit foi se desenvolvendo, passaram a dizer ‘Ela está ficando corpulenta demais’. Mas essas são decisões minhas”, afirma Leblanc-Bazinet. “Para mim, o desempenho é o que importa, não a beleza. E tenho mais confiança no corpo que tenho agora do que em qualquer outro que já tive antes. As pessoas sempre tem alguma coisa a dizer sobrea imagem física. A verdade é que não dá para não ser feliz com você mesma se tudo o que você faz na vida é feito da melhor forma possível”.

Para Leblanc-Bazinet, a lembrança de 2014 será dominada por sua mudança para o Colorado, bem como pela Crossfit Team Series. Ela faz parte da Equipe Rogue Fitness Red, junto com Dan Bailey e suas colegas do CrossFit Invictus, Lauren Fisher e Josh Bridges. Apesar de sua infindável carga de treinamento, que vem desde o CrossFit Open, ela brinca com a possibilidade de desistir de participar da Team Series, algo que ela vê como uma chance de se exercitar com as amigas em vez da panela de pressão de uma competição. Por mais complexa que a vida possa ser para a nova Mulher Mais Bem Condicionada do Mundo, Leblanc-Bazinet tem uma incrível habilidade de descartas distrações desnecessárias e de manter o foco nas prioridades.

“A única coisa que eu sempre quis é treinar e melhorar no que faço”, diz ela. “Nunca quis a fama que vem junto. Eu percebo agora como isso pode mudar a vida das pessoas. Sou agradecida por ter conseguido, mas não é algo que eu tenha sempre buscado”.

Depois que Leblanc-Bazinet e Lipson encontraram tempo para uma rápida escapada de férias, a marcha para o CrossFit Games de 2015 começará desta vez com uma coroa sobre a cabeça e um alvo nas costas de Bazinet. Atletas continuarão a evoluir e a melhorar nessa modalidade esportiva ainda iniciante e a cada ano uma nova leva de competidores jovens e com disposição aparecerão nos Games. Com três campeãs femininas diferentes nos últimos três anos, a chance de repetir uma campeã parece cada vez mais distante. Leblanc-Bazinet não parece estar preocupada.

“Acho que o ano passado é um bom exemplo para mim. Mas há sempre um jeito de melhorar”, afirma. “O restante é a mesma coisa: Fortalecer as minhas fraquezas, fortalecer meus pontos fortes e continuar indo em frente”.

Revista MyBOX

A MyBOX é uma revista brasileira com edições bimestrais especializada em conteúdo relacionado a exercícios funcionais, ginásticos e de força, além de treinamentos e aconselhamento nutricional por meio de reconhecidos profissionais da área. Com uma proposta colaborativa, pretendemos unir, engajar e dar voz à comunidade adepta da modalidade fitness em todo o país através da canalização e divulgação de informações e conhecimentos relevantes para a comunidade.

Você pode se interessar também por...