Dentro do Box – CrossFit Cordylus

crossfit cordylusCordylus é o nome de um lagarto africano forte, rápido e resistente que se adapta a diversos ambientes, vive em pequenos grupos e tem um senso de comunidade muito forte. Esse é o perfil que o head coach André Kaneoya escolheu como símbolo do box que abriu em outubro de 2014 em Florianópolis, Santa Catarina, junto com Rodrigo Portela, já que seu objetivo é aumentar a independência física das pessoas e trazer um convívio social saudável entre os alunos. “Gosto do Cordylus porque quando ele avista um predador, avisa os outros para defender o grupo”, explica o head coach.

Atualmente, a comunidade Cordylus já conta com mais de 120 integrantes, sendo que cada aula tem no máximo dez alunos e algumas são feitas até mesmo na praia (geralmente na Joaquina e em Jurerê Internacional). Segundo Portela, o objetivo é que os coaches consigam dar mais atenção a cada aluno e fazer as correções necessárias individualmente. “Nosso foco é orientar os alunos a desenvolverem padrões de movimentos adequados e seguros, melhorando o desempenho esportivo e as atividades do cotidiano”, acrescenta.
crossfit cordylus
Para variar os treinos, ele explica que costuma organizar eventos especiais ao menos uma vez por mês, pois a ideia é aplicar a metodologia em outras atividades. “Isso é algo que já foi preconizado pelo próprio Greg Glassman como o topo da pirâmide que define a marca da CrossFit: use seu condicionamento trabalhado no box para realizar novos esportes e atividades”, lembra.

Entre os eventos especiais, os coaches do Cordylus organizam workshops, torneios com boxes parceiros, treinos na praia, futebol e outras atividades que integram os alunos e que colocam o condicionamento físico à prova.

Mudando vidas

Mais que mudar a vida de quem treina no box, o Cordylus transformou a vida dos próprios donos. Tudo começou quando Rodrigo Portela decidiu abrir mão de sua carreira no Tribunal de Justiça de São Paulo para recuperar sua veia esportista. “Sempre pratiquei esportes de resistência (triatlo e maratona) e a grande motivação para abrir o box foi a possibilidade de trabalhar com algo que me apaixona, que é o esporte”, conta o advogado, lembrando que, pelo box, mudou completamente a sua vida. “Mudei de estado, ganhei novos amigos e até voltei para a faculdade, tudo isso aos 39 anos”.

Os WODs também serviram como um divisor de águas para o head coach Kaneoya, que até então dava aulas numa academia frequentada por muitos estudantes estrangeiros. “Um dia, atendi um americano que me mostrou alguns vídeos do treinamento do CrossFit e perguntou se eu queria ser personal trainer para o resto da vida. Aquilo me fez refletir”, comenta, lembrando que no mesmo dia descobriu que Joel Fridman estava prestes a abrir o primeiro box do Brasil e que estava realizando um workshop sobre a nova metodologia de treinos.
crossfit cordylus
Inscrição feita, Kaneoya foi apresentado aos agachamentos, burpees e aos benchmarks “Fran” e “Tabata” e a paixão foi imediata. “Fiquei dolorido por três dias, mas eu sabia que abrir um box seria questão de tempo”, comenta o head coach, que emagreceu 11 quilos e mudou seus hábitos por conta dos treinos e do novo estilo de vida adotado desde então.

FICHA TÉCNICA: CrossFit Cordylus

Endereço: Rua Henrique Valgas, 112, Centro. Florianópolis – SC
Espaço físico: 360 m²
Coaches: 4
Alunos por aula: 10

Revista MyBOX

A MyBOX é uma revista brasileira com edições bimestrais especializada em conteúdo relacionado a exercícios funcionais, ginásticos e de força, além de treinamentos e aconselhamento nutricional por meio de reconhecidos profissionais da área. Com uma proposta colaborativa, pretendemos unir, engajar e dar voz à comunidade adepta da modalidade fitness em todo o país através da canalização e divulgação de informações e conhecimentos relevantes para a comunidade.

Você pode se interessar também por...