Exercícios e chocolate

por Rob Wildman, Ph.D., R.D.

Se você era louco por chocolate quando era criança, saiba que você não está sozinho. Quando adultos, nós sempre enfrentamos uma decisão difícil quando nos oferecem chocolate. A razão disso é que sabemos que a maioria dos chocolates vem em forma de bombas calóricas ricas em gorduras e açúcar, com benefícios mínimos para desempenho ou condicionamento físico.

Entretanto, voltar à origem do chocolate e analisar com atenção a fruta chamada cacau e sua riqueza fitoquímica nos dá o que pensar. Neste artigo, vamos ver os benefícios do chocolate para o corpo no que diz respeito ao treinamento de CrossFit, à saúde geral e à preparação física.

A primeira bebida esportiva do mundo?

Mayans-and-Chocolate
Muito antes do Gatorade, havia a xocolatl, que Montezuma descreveu como uma “bebida divina que permite que uma pessoa aumente a resistência e combata a fadiga.”

Este aparentemente mágico elixir de pó de cacau, água e outros ingredientes, tais como milho e pimenta chili, é cidade como “alimento dos deuses,” o que gerou o nome científico do cacau, Theobroma cacao, a partir da palavra theo (deus) e broma (bebida).

A fruta cacau contém sementes (ou amêndoas) que são usadas para fazer, numa primeira etapa, a pasta de cacau e depois o pó de cacau amargo. O pó de cacau pode então ser processado e misturado com leite, açúcar, manteiga de cacau e outros ingredientes para produzir os prazeres tentadores com os quais estamos acostumados hoje em dia.

A onda antiaçúcar

O cacau é rico em muitos componentes, inclusive a teobromina, uma espécie mais suave de cafeína que possui leves propriedades estimulantes para a mente. O cacau também contém triptofano, que é usado para produzir serotonina, que é a substância química calmante, em conjunto com outros nutrientes que promovem o relaxamento. Estes nutrientes interagem e pesquisas indicam que, juntos, eles promovem um efeito relaxante (também chamado de “prazer do chocolate”) e um impacto positivo no humor.

Cacau para circulação

O cacau ajuda também na circulação e na saúde cardiovascular em geral. Isto ocorre porque ele contém determinados nutrientes chamados flavonoides, inclusive a epicatequina, que beneficia o sistema cardiovascular de várias maneiras, inclusive auxiliando o fluxo sanguíneo ideal, bem como os níveis de pressão e colesterol. O fluxo sanguíneo adequado para o músculo após o exercício pode se traduzir em melhoria de desempenho e recuperação porque o sangue libera oxigênio e nutrientes para os músculos ao mesmo tempo em que remove resíduos de moléculas como dióxido de carbono e ácido lático.

Os pesquisadores atribuem grande parte dos benefícios cardiovasculares do cacau aos níveis do óxido nítrico. O óxido nítrico é um regulador importante do fluxo sanguíneo e funciona dilatando (ou aumentando o diâmetro) dos vasos sanguíneos. O consumo regular de chocolate amargo também tem sido claramente ligado à diminuição dos níveis de colesterol total e de LDL.

Campeão celular

O cacau contém um arsenal de antioxidantes que podem ser altamente benéficos para as pessoas que queimam mais calorias e, consequentemente, produzem mais radicais livres prejudiciais às células dos tecidos musculares.

Os pesquisadores concluíram que quando ciclistas consumiam chocolate amargo diariamente por duas semanas, apresentavam uma redução nos marcadores de inflamação durante a recuperação de uma prova de resistência e velocidade extenuante. Num outro estudo, mulheres sedentárias que incluíram chocolate amargo em sua dieta por duas semanas também melhoraram seus marcadores de inflamação.

A escolha do chocolate

170715_ImagemInterna_PostChocolate
Na hora de escolher o chocolate, prefira os amargos com mais que 70% de cacau, pois eles contém menos gordura e açúcar. O consumo de 42 a 56 gramas de chocolate amargo irá liberar uma abundância de flavonóides que ajudarão a manter os benefícios cardiovasculares. Não se esqueça de que mesmo os chocolates extremamente amargos têm calorias que precisam ser combatidas – aproximada-mente 200 calorias para cada 42 gramas. Por outro lado, estes produtos contêm cerca de metade do açúcar e muito mais fibra do que as opções com menos cacau, o que ajuda a colocar o produto no lado da balança que é “bom para você.”

Revista MyBOX

A MyBOX é uma revista brasileira com edições bimestrais especializada em conteúdo relacionado a exercícios funcionais, ginásticos e de força, além de treinamentos e aconselhamento nutricional por meio de reconhecidos profissionais da área. Com uma proposta colaborativa, pretendemos unir, engajar e dar voz à comunidade adepta da modalidade fitness em todo o país através da canalização e divulgação de informações e conhecimentos relevantes para a comunidade.

Você pode se interessar também por...