Em busca da adrenalina da vitória, com Caro Hobo

O espírito competitivo e a vontade de vencer se mantiveram latentes mesmo depois que Carolinne Hobo, 33 anos, decidiu abandonar a carreira de atleta de handebol e conhecer o fitness competitivo.